Designação do Percurso
Concelho
Grau de Dificuldade
Extensão
Duração
Acessibilidade / Mobilidade Reduzida

 

<< Voltar aos Resultados

PR1 ORQ - Alcarias-Casével

Descrição do Percurso / Pontos de interesse:

O percurso começa na aldeia de Alcarias, no limite nascente, desenvolvendo-se ao longo de aproximadamente 11km; este percurso está inserido na Zona de Proteção Especial (ZPE) de Castro Verde, foi criado e é mantido e dinamizado pela Liga para a Proteção da Natureza (LPN) - Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho.
As paisagens por onde se desenvolve o percurso são particularmente ricas em vegetação herbácea, sendo uma paisagem de planície de prados naturais. O percurso segue em direção a nascente onde atravessa a ribeira dos Aivados, paisagem típica de zonas ribeirinhas com uma grande diversidade de vegetação ripícola e um dos pontos de maior interesse do percurso.
A fauna deste percurso é variada, nomeadamente de espécies típicas de prados naturais como coelho-bravo, lebre, perdiz, abetarda, peneireiro das torres, sisão, abibes, codorniz, sacarrabos, raposas entre outras.
A flora existente ao longo do percurso é caraterizada pela homogeneidade da paisagem composta por prados naturais, sendo a ribeira dos Aivados um local privilegiado para observar uma grande diversidade de espécies vegetais como: juncos, loendros, hortelã da ribeira e poejos.
Os Montes alentejanos marcam presença ao longo do percurso.
Concelho : Ourique
Extensão : 10,8 Km
Duração : 5 h 30 m
Dificuldade : Média/Baixa
Tipo de percurso : Linear
Sinalética : Percurso sinalizado
Tipo de piso : terra batida e dois troços em asfalto
Traçado do percurso : (ficheiro para Google Earth)
Traçado do percurso : (ficheiro para GPS)
Coordenadas (início do percurso) : Lat.: 37º46'39.55'' N Long.: 8º13'31.18'' W

Características

É um percurso linear, inserido numa paisagem de pseudo-estepe e caracterizado por declives pouco acentuados em estradas de terra batida.
O percurso segue em direção a nascente onde atravessa a ribeira dos Aivados. No Inverno, a ocorrência de chuvas fortes e prolongadas pode inviabilizar o atravessamento da Ribeira.
É um percurso de grande interesse paisagístico, que pode ser realizado durante todo o ano, embora especialmente aconselhado no período Primavera/Outono, dadas as condições climatéricas típicas da localização geográfica em questão.
Entidade responsável : LPN - Liga para a Proteção da Natureza