Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Notícias

Concurso de Ideias para Imagem do Forum da Economia Circular do Alentejo

O presente concurso tem por objetivo criar uma imagem/símbolo/logótipo/linha gráfica (design de marca gráfica o qual deve caracterizar o Forum e constituir um símbolo representativo da sua identidade e singularidade), para o Forum da Economia Circular do Alentejo –FECA.

Por iniciativa da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), com o apoio da Universidade de Évora (UE), do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ) e do Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável Portuga (BCSD), foi criado o Forum da Economia Circular do Alentejo (FECA), no âmbito da Agenda Regional para a Economia Circular do Alentejo nos termos do Protocolo de Colaboração Técnica e Financeira celebrado com o Fundo Ambiental.

O FECA tem por objetivos a divulgação e disseminação de conhecimento sobre a Economia Circular, seus modelos de negócio, identificação e divulgação de iniciativas em curso, de boas práticas regionais assim como a definição de estratégias e medidas de intervenção, de apoio e incentivos adaptadas à realidade regional e que contribuam para a implementação e dinamização de iniciativas de circularidade e ao reforço da competitividade regional.

Esta é uma temática que abrange toda a sociedade e que pretende captar, nomeadamente, a atenção dos alunos dos estabelecimentos do ensino profissional e superior do Alentejo.

O “Concurso de ideias para a imagem do Forum da Economia Circular do Alentejo”, cuja organização é da responsabilidade do Instituto Politécnico de Portalegre, premiará a criatividade, definindo uma imagem gráfica que caracterize o Forum e se constitua como um símbolo representativo da identidade e singularidade do FECA.

 

Participe! Concorra!

https://www.ipportalegre.pt/pt/2018/11/02/concurso-de-ideias-para-a-imagem-do-forum-da-economia-circular-do-alentejo/

https://www.ipportalegre.pt/media/filer_public/59/09/59097a7d-80af-4851-8635-4e5ad0b28de2/regulamento_concurso_imagem.pdf

 

 

URBACT Infoday Évora 2018

URBACT Infoday 2018

 

No próximo dia 27 de novembro, o Ponto URBACT Nacional, em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), promove o URBACT Infoday 2018 no Auditório da CCDRA, em Évora, dedicado à divulgação deste Programa Europeu de Cooperação Territorial.

Programa URBACT financia a constituição de redes de cidades para o desenvolvimento de soluções comuns em torno de desafios urbanos contemporâneos, reafirmando a posição chave das cidades e das comunidades locais face à complexidade crescente das mudanças societárias.

O evento será aberto pelo Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes, seguindo-se uma apresentação do programa.

Nas sessões de trabalho seguintes, poderá conhecer os resultados alcançados por algumas cidades portuguesas enquanto parceiras em Redes de Planeamento de Ação e Redes de Implementação. Cidades reconhecidas pelo URBACT com o Selo Boas Práticas também marcarão presença, dando conta das suas soluções práticas para problemas do dia-a-dia.

A última sessão abre-se a um debate com decisores políticos de autarquias envolvidas em projetos URBACT, que irão dar o seu testemunho da importância de integração dos seus municípios em redes europeias de cooperação.

O URBACT Infoday 2018 é de entrada livre, ainda que sujeito a inscrição prévia.

Conheça o programa e inscreva-se!

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL

 

Trata-se da 7.ª edição de um curso único em Portugal que tem vindo a ser apoiado pela Associação Nacional dos Municípios Portugueses e pela ANAFRE, dada a relevância que esta temática ultimamente tem vindo a assumir no nosso país e de que constituem exemplo notório as sete manifestações culturais imateriais já reconhecidas pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade (Fado, Dieta Mediterrânica, Cante Alentejano, «Arte Chocalheira», Olaria Negra de Bisalhães, Falcoaria e «Bonecos de Estremoz»).

Como se sabe, às Autarquias e às CCDR cabe, de forma significativa, a responsabilidade de salvaguardar e valorizar o Património Cultural Português e, em especial, o Património Cultural Imaterial enquanto expressão viva da sua própria identidade.

Nesse sentido, juntamos uma monofolha alusiva e um link com mais informações:

https://www.ulusofona.pt/pos-graduacoes/patrimonio-cultural-imaterial

Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas - 2 de Novembro de 2018

Numa data em que a ONU denuncia casos de violação dos direitos humanos dos profissionais dos meios de comunicação social espalhados pelo mundo e apela aos governos e às organizações para tomarem medidas que impeçam e castiguem essas violações, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e o seu Grupo de Incentivos à Comunicação Social (GICS), deixam uma palavra de apreço a todos os profissionais dos OCS da Região Alentejo, pelo trabalho desenvolvido, reconhecendo o risco da sua profissão.

Associa-se, assim à campanha, lançada pela UNESCO, #TruthNeverDies#, “ marcando o Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas, com o objetivo de consciencializar sobre os perigos que estes profissionais enfrentam, _ a cada quatro dias, um jornalista é morto em algum lugar do mundo”.

Boletim n.º 30, Alentejo Hoje - Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional

 

Boletim n.º 30, Alentejo Hoje - Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional

Com a edição do nº 30 do Boletim Trimestral - "Alentejo Hoje - Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional", damos continuidade à divulgação de informação em temáticas relevantes e oportunas para a reflexão, a prospetiva e a avaliação do desenvolvimento da Região e dos instrumentos de política pública que o concretizam, contribuindo também assim para o enriquecimento do debate sobre o nosso futuro coletivo.

Neste número, são abordados os seguintes temas:

● Conjuntura Regional

● Temas em Destaque

  • A Importância das Alterações do PNPOT para a Região
  • Índice Sintético de Desenvolvimento Regional
  • A Estratégia Portugal 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas

● Perspetiva 2020

  • A Pensar Turismo - Planeamento do Território / Acessibilidades

● O Alentejo no Contexto do Portugal 2020

  • Síntese de execução dos Programas Operacionais na Região - Situação a 30 de Junho de 2018

● Alentejo 2020 - Programa Operacional Regional

  • Investimentos em destaque
  • Síntese da Execução - Situação a 30 de junho de 2018

● Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo - EREI

  • Situação a 31 de dezembro de 2017

 

Poderá consultar a edição on-line do Boletim clicando na imagem acima, ou descarregando a versão em PDF através do link: Boletim Trimestral 30 - "Alentejo Hoje - Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional"

 
     

OCS da Região Alentejo, aniversário em novembro de 2018

Aniversário em setembro de 2018 OCS da Região Alentejo

 

Dia dos Jornalistas Pela Paz - 27 de outubro de 2018

GICS

 

Reconhecendo o papel dos jornalistas nos dias de hoje, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e o seu Grupo de Incentivos à Comunicação Social (GICS), assinala o Dia dos Jornalistas Pela Paz - 27 de outubro, expressando a todos os profissionais dos meios de comunicação social da região Alentejo, felicitações pelo trabalho que desempenham diariamente, contribuindo assim para a construção de um mundo mais “justo”,  informado e solidário.

A COOPERAÇÃO TERRITORIAL EUROPEIA NO ALENTEJO

A Cooperação Territorial Europeia (CTE), através da iniciativa Interreg, nas suas vertentes transfronteiriça, transnacional e inter-regional, tem vindo a promover ao longo dos sucessivos períodos de programação uma política de cooperação que tem incentivado e promovido uma maior aproximação entre as diversas regiões e os seus agentes, com reflexos positivos nas relações institucionais e mesmo pessoais entre todos aqueles que têm tido a oportunidade e optaram por participar nesses projectos de cooperação.

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA) como entidade regional atenta a esta realidade, e também com competências atribuídas na gestão de alguns destes programas, tenciona, através dos agentes regionais que neles têm participado, fixar uma imagem dos mesmos e também perceber como é que a realidade da CTE é percecionada por estas entidades.

Para o efeito, a CCDRA vai lançar um questionário aos agentes regionais que se têm envolvido nos diferentes programas Interreg, nos quais o Alentejo é Região elegível.

O período que se pretende abarcar com o questionário é o compreendido entre o Terceiro Quadro Comunitário de Apoio (2000-2006) e o actual Período de Programação (2014-2020).

O convite para participar neste questionário será remetido por e-mail a um universo de 230 entidades e procura recolher informação que ajude a desenhar também um perfil que traduza o sentir de todos os que se envolveram no processo de cooperação, partilhando as experiências institucionais vividas durante o decurso dos projetos.

Este questionário está disponível no site da CCDR Alentejo, e deverá ser respondido até ao dia 30 de Novembro.

A CCDR Alentejo agradece desde já às entidades regionais a sua disponibilidade para resposta ao questionário, e compromete-se a apresentar os seus resultados assim que fique concluído o respetivo relatório.

 

PRÉMIO NACIONAL DA PAISAGEM 2018

No quadro da Convenção Europeia da Paisagem e da Política Nacional de Arquitetura e Paisagem, o Ministério do Ambiente e da Transição Energética, através da Direção-Geral do Território (DGT), promove a atribuição do Prémio Nacional da Paisagem 2018, que visa premiar práticas e iniciativas exemplares que contribuam para a proteção, gestão e/ou ordenamento da paisagem, pressupondo o envolvimento, a participação pública e a sensibilização da sociedade para a importância da paisagem na qualidade de vida das populações.

O Prémio Nacional da Paisagem 2018 como propósito dar reconhecimento a medidas, projetos ou ações já implementadas, há pelo menos 3 anos, pelas regiões autónomas, pelas autarquias locais ou suas associações, pelas comunidades intermunicipais, áreas metropolitanas, ou ainda por organizações não-governamentais.

As propostas apresentadas serão avaliadas por um júri, que atenderá aos efeitos gerados pela iniciativa num quadro da proteção sustentável e da valorização do território através da paisagem e sua gestão, na forma como as ações são geradoras de identidade e qualidade de vida, de fator de desenvolvimento e de qualificação cultural, ecológica, ambiental e social e de aumento da resiliência dos territórios. O vencedor deste prémio será o representante nacional na 6.ª edição 2018-2019 do Prémio Europeu da Paisagem.

Até 30 de novembro de 2018, encontra-se aberto o Aviso para apresentação de candidaturas, que poderão ser apresentadas online no portal da DGT ou entregues em mão nas suas instalações em Lisboa.

Acompanhe o Prémio Nacional da Paisagem 2018, fique atento a mais notícias e informações a divulgar no portal, incluindo sobre o seminário em preparação.

Projeto de Cooperação Transfronteiriça PRODEHESA-MONTADO

Subcategorias