Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Notícias

Estratégias do Alentejo e Algarve apostam na Gestão Integrada da Água

 

 

Os conselhos regionais do Algarve e do Alentejo aprovaram, nos passados dias 11 e 14 de setembro, respetivamente, as suas Estratégias de Desenvolvimento Regional para a próxima década, apostando no desenvolvimento conjunto de uma Intervenção Territorial Integrada em torno dos desafios da água (ITI Água) para as duas regiões do sul de Portugal.

Presente nos dois encontros, a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, salientou que a importância da disponibilidade hídrica e sobretudo da sua gestão. A água é sempre um recurso a analisar de forma responsável, que exige usos adequados nos diferentes setores de atividade, sendo imprescindível geri-lo criteriosamente, tanto ao nível da oferta como da procura.  Há que encontrar formas de captação da água alternativas, mas também preparar os setores para práticas mais sustentáveis e eficientes, exemplificando a governante com o que se faz na agricultura de precisão. Ana Abrunhosa concluiu que estamos perante de um recurso que é absolutamente determinante nestes territórios, e por isso, as duas estratégias espelham muito bem aquilo que são as preocupações regionais a este respeito e, portanto, fará todo o sentido termos projetos e abordagens  conjuntas dedicados a essa temática”.

Sendo possível desenhar novos instrumentos de planeamento e intervenção, com geometrias variadas e com capacidade de mobilizar verbas e tipologias dos vários Objetivos de Política definidos pela Comissão Europeia, as regiões devem e podem, com base na abertura do Objetivo de Política 5 – uma Europa mais próxima dos cidadãos, ousar e equacionar fazer diferente, cruzando dimensões experimentais e não formais, para as quais importa encontrar espaço de diálogo e, sobretudo, tomadores diligentes que sejam capazes de implementar um modelo de governança assente em novas geografias, em função de velhos e novos desafios, para a promoção da coesão territorial.

Neste contexto, a ITI Água proposta em ambas as Estratégias Regionais do Algarve e do Alentejo, visa promover ações concertadas de aumento da resiliência dos ecossistemas aos efeitos das alterações climáticas, associando a proteção e valorização dos corredores ecológicos, a redução ou minimização de vulnerabilidades e riscos resultantes de fenómenos extremos e a promoção de intervenções e atividades económicas sustentáveis, pela gestão eficiente no uso da água, pela otimização e eficiência nos sistemas de captação e distribuição, e pela promoção da reutilização de águas residuais, assegurando o bom estado ecológico das massas de água.

A disponibilidade hídrica centra uma parte considerável da discussão a 10 anos, pelo que a ITI Água deverá contribuir para promover e atrair investimento inovador e demonstrador, coincidente com as especificidades e as atividades predominantes nos territórios das sub-regiões abrangidas, valorizando e densificando as cadeias de valor dos recursos e/ou produtos locais, através da incorporação de fatores de inovação que estimulem a promoção e atraiam novos residentes, qualificados e empreendedores, para reverter os graduais processos de perda registados.

Numa gestão inovadora potenciam-se abordagens temáticas, inter-regionais e transfronteiriças que, per si, respondam aos desafios societais, permitindo ganhar escala e eficiência, contribuindo para aumentar níveis de desempenho e de convergência e potenciando um modelo de gestão baseado em dimensões de plurifundo, promotoras de perceções e aferição dos impactos das políticas públicas a escalas diferenciadoras, eventualmente mais próximas e consentâneas com as especificidades locais, supramunicipais, intra e inter-regionais.

Francisco Serra e Roberto Grilo, presidentes da CCDR Algarve e CCDR Alentejo, congratulam-se com a adesão da Ministra da Coesão Territorial a esta causa, elevando assim, um desígnio regional conjunto, a uma preocupação do governo de Portugal, aumentando o compromisso das duas regiões para afirmar este território como um espaço de descoberta, inovação e implementação de medidas que sejam inspiradoras para todo o país e para a própria Europa.

 

#Algarve #Alentejo #Algarve2030 #Alentejo2030 #CCDRAlgarve #CCDRAlentejo #ConselhoRegional #ITIÁgua #Ambiente #Cooperação #Desenvolvimento #Inclusão #Inovação #ODS #Planeamento #RecursosHídricos #Sustentabilidade

 

 

Procedimentos concursais

 

Procedimentos concursais comuns e recrutamentos por mobilidade interna, para preenchimento de postos de trabalho na CCDR Alentejo

 

 

Saiba mais aqui

 

Recrutamentos finalizados

Avisos - 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 Avisos - 2019

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avisos - 2018

 

 

 

 

Recrutamento através de Mobilidade Interna

  


Avisos - 2016

 

 

Avisos - 2011

 

 

Avisos - 2010

 

Hoje é o Dia da Cooperação Europeia

Comemora-se hoje, 21 de setembro, o Dia da Cooperação Europeia. Mas por que se celebra a Cooperação?

A Europa é uma mistura de culturas e economias que precisam se entender para atingir seu potencial máximo. Por este motivo, a União Europeia (UE) incentiva a cooperação de diferentes formas.

Uma delas é através dos Programas de Cooperação Territorial Europeia, que destinam mais de 10 bilhões de euros para que as regiões trabalhem juntas em desafios comuns: Adaptação Climática, Inclusão Social, Migração...

Como isso é feito na prática? Através de projetos envolvendo regiões de toda a Europa e países vizinhos, que ajudaram a aumentar a compreensão cultural e superar as disparidades económicas entre os territórios.

Não acha que este é um bom motivo para comemorar?

A campanha ‘Dia Europeu da Cooperação’, serve também para lembrar aos cidadãos que muitas coisas boas acontecem quando se juntam forças.

Nas edições anteriores, as pessoas pedalaram, cantaram juntas, comeram juntas e, em geral, se divertiram na companhia umas das outras em centenas de eventos organizados por programas de cooperação da UE em mais de 30 países.
 

 

 


Todos se podem juntar a esta celebração. Em setembro, muitos EVENTOS são organizados em diferentes regiões da Europa para comemorar os benefícios da cooperação: festivais de cinema, concertos, corridas de corrida, mercados locais, feiras gastronômicas ... e muito mais!

Encontre um EVENTO na sua cidade ou nas proximidades e comemore o Dia da Cooperação Europeia.

PROGRAMA BAIRROS SAUDÁVEIS. Sessão de esclarecimento, dia 24 de setembro, Alentejo e Algarve

 
Dirigida às Regiões do Alentejo e Algarve
24-09-2020
 

Esta sessão de esclarecimento é feita on-line, com painel e convidados, e transmitida em directo através do facebook do Programa, onde todos os interessados poderão acompanhar a sessão e colocar preguntas ao painel.

O formato inclui uma primeira parte, a cargo do painel, seguida de debate e resposta às questões do público. A sessão ficará gravada.

PROGRAMA REPOR

 

Foi aprovada esta quinta-feira, em reunião do Conselho de Ministros, a terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 135-B/2017, de 3 de novembro, que criou o Sistema de Apoio à Reposição da Competitividade e Capacidades Produtivas (Programa REPOR) na sequência dos incêndios de grandes dimensões de 15 de outubro de 2017, que afetaram severamente vários concelhos das regiões Centro e Norte do país.

Graças a esta alteração, será alargado, no máximo até 31 de dezembro de 2021, o prazo permitido para a conclusão dos projetos de investimento que tenham sido afetados pela situação epidemiológica da doença COVID-19. A extensão do prazo fica dependente da apresentação de um pedido fundamentado pelo beneficiário e da posterior autorização da respetiva Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR).

Este alargamento vai permitir que os beneficiários possam concluir os seus projetos e restabelecer, com os apoios do Programa REPOR, as condições da respetiva atividade económica na sua plenitude.

Subcategorias