Assinatura dos Acordos de Cooperação para a instalação dos Espaços de Teletrabalho/Coworking no Interior.



Foram assinados em Vendas Novas os protocolos dos Acordos de Cooperação para a instalação dos Espaços de Teletrabalho/Coworking no Interior, nomeadamente nos municípios de Vendas Novas, Alvito e Alter do Chão.

 A cerimónia  contou com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, do Presidente da CCDR Alentejo, Ceia da Silva, do Delegado Regional do Alentejo IEFP, Arnaldo Frade e do Presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas, Luís Dias, para além dos representamos das Comunidades Intermunicipais e Presidentes das Autarquias que iam assinar os protocolos.

Este evento constituiu-se como o Lançamento da primeira fase da rede Alentejo dos Espaços de Coworking/Teletrabalho.

 Foi ainda possível ouvir a mensagem da  Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que  não estando fisicamente presente não deixou de enviar saudações a todos os que iam assinar os protocolos, nomeadamente o Presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas, Presidente da CIM do Baixo Alentejo, Presidente da Câmara Municipal de Alvito,  o representante da CIM do Alto Alentejo e o  Presidente da Câmara Municipal de Alter do Chão.

O Governo pretende abrir até ao final de junho 53 espaços de teletrabalho no interior do país, em igual número de municípios, para dinamizar estes territórios e facilitar a fixação e atracção de pessoas e empresas.

“O estabelecimento destes espaços de coworking, previsto no Programa de Estabilização Económica e Social (PEES), vai contribuir para a dinamização dos territórios do interior, facilitando a fixação e atracção de pessoas e empresas, diminuindo a necessidade de deslocações e a consequente pegada carbónica e melhorando a qualidade de vida das populações do interior, ao promover a conciliação entre vida profissional e familiar

 “Os espaços, disponibilizados pelas autarquias, vão estar devidamente equipados com computadores, impressoras e acesso à Internet e vão ser divididos em áreas de diferentes tipologias, de forma a disporem de bancadas livres para diferentes períodos de ocupação, zonas privadas para videochamadas, áreas para reuniões e locais para a realização de apresentações ou ações de formação. Vão localizar-se em espaços centrais, próximos de serviços, espaços culturais ou destinados à prática de desporto-

As Câmaras Municipais serão responsáveis pela divulgação e disponibilização destes espaços, enquanto o Governo se compromete, através das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento, Regional “a considerar a disponibilização de fundos europeus” para, quando necessário, apoiar a contratação e a mobilidade de trabalhadores e comparticipar a adaptação física destes espaços, mas também a aquisição de mobiliário ou equipamento informático.

 

 

© 2021 Copyright: DSTIC | CCDR Alentejo